A Força Aérea Brasileira (FAB) deve empregar ao menos um veículo aéreo não tripulado (Vant) RQ-450 Hermes na segurança do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, durante a abertura da Copa das Confederações. A aeronave atuará durante a vigência da restrição do espaço aéreo – entre uma hora antes até quatro horas após o início da partida.

As seleções de Brasil e Japão se enfrentam às 16h do dia 15 de junho no Mané Garrincha, no jogo que abre oficialmente a competição. Segundo a FAB, entre as 15h e as 20h, será proibida a circulação de aeronaves não autorizadas em um raio de 4 milhas náuticas (7,4 quilômetros) de distância do estádio. É nesta área que atuará o Vant.

De acordo com a FAB, a aeronave vai operar a partir da Base Aérea de Brasília e voará em uma altitude que permitirá a vigilância de toda a área de segurança estabelecida ao redor do estádio, posicionada de maneira a não interferir com o tráfego aéreo na região.

Os RQ-450 da FAB são equipados com uma câmera colorida de alta resolução que envia os dados ao vivo por meio de um sistema de enlace de dados. Também é possível obter imagens em preto e branco com o uso de um modo infravermelho que permite identificar pessoas à noite ou sob as copas das árvores, por exemplo.

Por outro lado, quem está no solo tem dificuldades para enxergar o RQ-450 Hermes em voo. Com 10,5 metros de envergadura e 6,1 metros de comprimento, a aeronave é pintada em cores claras e pode voar em altitudes de até 5,5 mil metros. Com um motor pequeno, seu ruído também é bastante difícil de ser ouvido do chão. Como cada voo pode durar até 16 horas, se necessário, dois VANTs podem manter a vigilância de uma determinada área de interesse de forma ininterrupta.

Essas aeronaves são utilizadas em missões de reconhecimento, em que é necessário grande tempo de observação de uma área. É possível manter a vigilância sobre uma força terrestre executando a proteção de uma área, alertando a tropa sobre possíveis ameaças não visualizadas a partir do chão, além do levantamento de informações para o melhor emprego das forças de segurança na região.

Fonte: Terra

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.