O Senado aprovou ontem medida provisória que exige formação de doutorado para o ingresso na carreira de professor universitário em universidades federais.

A exceção valerá para locais onde houver “grave carência” de professores com doutorado, mas a liberação terá que ser fundamentada pelo conselho superior da instituição.

A medida segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Em março, uma lei determinou que as federais não podiam mais exigir os títulos de mestre ou doutor. Segundo dirigentes de universidades, a mudança teria sido ocasionada por um erro no projeto.

Por esse motivo, o governo encaminhou a MP ao Congresso para restabelecer a exigência.

Fonte: FOLHA DE S. PAULO – COTIDIANO

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.