A medida provisória 601, que desonera a folha de pagamentos de vários setores da economia, foi aprovada nesta quarta-feira pela comissão mista do Congresso responsável por analisar a matéria e o texto vai agora para os plenários da Câmara e do Senado.

O relator da medida, senador Armando Monteiro Neto (PTB-PE), ampliou o número de setores beneficiados pela desoneração da folha, segundo informações da Agência Câmara.

Na segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff disse, em discurso durante a cerimônia de posse da diretoria da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que a desoneração da folha de pagamentos é uma medida “estruturante” e defendeu a redução do custo do trabalho no país, sem a perda de direitos ou diminuição de empregos.

Monteiro Neto também incluiu em seu relatório um incentivo tributário para a construção de cisternas, para ajudar a combater a seca no Nordeste, e mudanças no Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras (Reintegra).

Fonte: Reuters

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.